Trasgo 10

Baixe grátis a Trasgo 10!

Só pedimos um Twite ou post em seu Facebook:
Clique aqui para baixar a Trasgo em EPUB e MOBI
Clique aqui para baixar a Trasgo em PDF

Para saber como ler epub, mobi, e um pouco mais sobre as versões da Trasgo, leia aqui.

Seja um Padrinho ou Madrinha da Trasgo

Colabore com uma pequena quantia mensal (a partir de 1 real) e ajude a Trasgo a pagar os autores, ilustradores e se manter no ar por mais um ano. Se você gosta de ficção científica e fantasia brasileira e quer ver cada vez mais produção de qualidade, essa é a sua chance de mostrar o seu apoio;

Apoiadores também participam de sorteio, cursos e têm acessos a materiais exclusivos.
(Clique no banner abaixo ou acesse padrim.com.br/trasgo)
padrim-site

Leia Online

Editorial 10
Galeria: Fabio Alencar

O Menino Jaguar e o Escudo do Sol – Claudia Dugim
Leia a entrevista com a autora

Chamado à Razão – Marco Rigobelli
Leia a entrevista com o autor

Ruínas no Horizonte – Rafael Dias Canhestro
Leia a entrevista com o autor

Essa é a nossa história. Você vai adorar – Caroline Policarpo Veloso
Leia a entrevista com a autora

Pindá – Vilson Gonçalves (breve)
Leia a entrevista com o autor (breve)

Noturno deserto – Rodrigo Rahmati (breve)
Leia a entrevista com o autor (breve)

Edições Anteriores

Compartilhe depois de ler! ;)


ÚLTIMOS POSTS


Caroline Policarpo Veloso publicou o livro de poemas Palavras Andarilhas (Editora Penalux) no início de 2015. Gosta muito de relógios, mapas e calendários, embora relute em confiar neles. Participou de algumas coletâneas, entre elas Poderes (Darda), King Edgar Hotel, Utopia, Sonhos Lúcidos e Ponto Reverso...

Leia mais...


— Tem certeza de que quer fazer um feitiço tão poderoso? — Perguntou a mulher. — Se o que procura é inspiração para seu trabalho, eu poderia fazer algo menos arriscado. — Aceito os riscos. Quero o melhor, não importa qual o preço. — Insistiu. Estava lá porque aquela mulher era capaz de conseguir...

Leia mais...


Ruínas no Horizonte

Por  •  Conto, Edição 10  •  18 de maio de 2016

Ninguém soube como aconteceu. O fato é que a Névoa Rubra recuou e revelou ruínas no horizonte. Não mais a paisagem imutável; de um lado o vazio sem fim nem começo, de outro o vermelho estático, mas uma novidade a encher os olhos da gente miserável que por ali sobrevivia. E todos se amontoaram pelas ruelas dos...

Leia mais...


Ver todos os posts