A Masmorra – Clube de voluntários

Desde que começamos a revista recebemos e-mails bem intencionados de gente que quer ajudar a Trasgo a crescer, participar de alguma forma. E nunca conseguimos acolher estes pedidos adequadamente, pois o processo de produção da Trasgo é um tanto caótico.

E cada nova pessoa participando, é mais ruído, mais gente para manter atualizada, mais coisas para coordenar. O benefício que cada voluntário poderia trazer seria muito pequeno comparado com a dificuldade que seria gerenciá-lo.

No entanto, com as mudanças recentes, e publicação dos contos de forma individual, conseguimos fragmentar o caos (cada editor com seus problemas), e agora conseguimos vislumbrar algumas coisas com as quais precisamos de ajuda, por exemplo:

  • Primeiras leituras (nos ajudar a filtrar os contos recebidos)
  • Design (trocar algumas coisas no site, e anúncios bacaninhas para as redes sociais)
  • Programação (sinto pena de quem for ajudar a arrumar o site que está no ar remendado com cola quente e chiclete)
  • Últimas leituras (aquela checagem final de errinhos de português)
  • Divulgação (espalhar a palavra da Trasgo mundo afora)

Por fim, ressalto que as tarefas para as quais acionaremos os voluntários serão específicas e pequenas, totalmente voluntárias e não remuneradas. Por enquanto não estamos aceitando novos membros fixos na equipe, por motivos de CAOS.

Qual a ligação dos padrinhos com esta equipe de voluntários?

Nenhuma. Achamos melhor deixar as duas coisas separadas, e manter isso bem claro.

Como vai funcionar

Para ser um voluntário da Trasgo, por favor preencha esta ficha abaixo, e você será adicionado no grupo de voluntários da Trasgo no Telegram. Quando tivermos tarefas, nós publicaremos lá uma chamadinha para ver quem pode fazer X ou Y. Se você não usa o Telegram, talvez entraremos em contato por e-mail se não encontrarmos alguém disposto no grupo, principalmente para tarefas mais específicas.

Este é um projeto-piloto que pode ser cancelado ou alterado a qualquer momento.